[23/12/2009] • 7 comentários

Dá deus o frio conforme a roupa? Só a simples aceitação de que tal é verdade, revela-nos automaticamente um deus misericordioso…um deus justo…que não pede mais que aquilo que eu posso dar…que tem plena consciência das minhas limitações enquanto Homem..enquanto pessoa…

…mas depois penso: então e aquelas pessoas que morrem de frio? Não só na rua…também em suas casas…! Então e essas pessoas? Serão menos importantes? Será que, só porque a maioria das “ovelhas de deus” aguenta as temperaturas baixas, as minorias podem ser “sacrificadas”? …a não ser, claro, que o frio seja metafórico…

…e se o frio for, na realidade, a necessidade? Aí teria lógica…deus daria a necessidade consoante aquilo que já se tem…mas revela-nos a história politica (através do comunismo) que as coisas não funcionam assim…que quem tem, quer sempre mais e mais…e a sua satisfação vai sendo cada vez mais pequena quanto maior é a supressão de necessidades anteriores…resumindo…Quanto mais roupa, mais frio…

…e se a roupa for a fé? A fé que nos veste quando o frio da sociedade moderna nos atropela…ou a fé que nos veste de sentimentos e valores…por esta ordem de ideias, o frio seria, em si mesmo, uma carência. Todos somos carentes em alguma coisa…eu sou carente de humildade, por exemplo…será a roupa a fé de que um dia melhorarei este feitio? …até pode ser…mas então, onde entra o “Big-d” no meio disto tudo? É ele que me dá essa carência? Mas não deveria ser ele a dar-me a roupa??

Acho que levantei mais perguntas que criei respostas…mas não podia terminar sem fazer um paralelismo com outro ditado…um que os meus pais costumam usar, apesar de nunca o completarem: “Nós damos-te a cana…”…mas eu sei que tenho de ser eu a aprender a pescar…acho que, no fundo no fundo…deus dá o “frio” para que, quando temos pouca “roupa”, queiramos trabalhar…

7 comentários:

Rafa disse...

Repare-se que é todo um texto em que se fala de roupa e frio, e em que eu não menciono uma única pessoa desnudada ou faço qualquer comentário de carácter menos próprio!!!

Alx disse...

Muito bem o teu comentário. Anotei a sobriedade erótica... Quanto ao texto, não está mal visto. A minha leitura vai muito nessa leitura: nada há que seja mais forte que a nossa atitude+nossa fé não nos permita vivenciar sem perder a esperança... mesmo que não tenha solução...
ACHO QUE O PROVÉRBIO É UMA PROFISSÃO DE FÉ NA DIVINDADE HUMANA...

Alx disse...

salvo seja

The Clerk disse...

Continuo sem ir ao núcleo do ditado... Bolas!

Rafa disse...

ajuda-me a ajudar-te(nos)...porquê?

Rafa disse...

The Clerk..vê se preferes assim...é um pouco menos socialmente correcto...mas dou o peito às balas..

Nasci nu...e quando morrer, a poucos ou nenhum interessará a quantidade de roupa que levarei vestida..até podia estar nu!!
Na realidade não creio que isso interrasse minimamente...as pessoas não iriam estar no meu velório pela roupa com que os meus familiares me haviam vestido...mas pelas "roupas" com que, internamemnte, eu me havia vestido ao longo da vida (sentimentos, valores)...como disse...acho que até podia estar nu! ...as pessoas iriam dizer "era de prever"..."este gajo até pa morrer tem de ser parvo"...tudo...não interessaria minimanente...o problema continuaria a ser a minha "perda"...

Basta ver as relações (...esta é a parte em que alguém me vai dar um tiro...) as pessoas que nos destituem de roupa são aquelas que antes nos destituiram de preconceitos!! ...é um exemplo extremo..eu sei...mas analizemo-lo...é a confiança...é a entrega...é a partilha..é a loucura...a aventura...a descoberta...é tudo isto! E o que é tudo isto senão deus?? (tirei, obviamente a "carne pela carne"...não achei que se enquadrasse)...

deus dá a roupa! não pede que a usus! tu escolhes usa-la..para que a possas tirar sempre que achares que a/as pessoas são dignas de ti..de te ver como és..sempre que não sintas necessidade de protecção pessoal!

seria optimo viver nu...é libertador?? fisicamente...é! e psico-intelectualmente, não seria??

A sociedade dá o frio..deus dá o frio...e tu tens a necessidade de te vestir para te sentires melhor...mas se escolheres viver nu...como um recem nascido que não é mais que ele próprio...ou como o morto que já nada tem a perder...não serás melhor?

viver sem filtros, será possivel? e viver sem máscaras? Mas aí, segundo o ditado, deus daria as mascaras...e isso eu n concordo...mas, ao criar e transmitir a ideia de "pecado" na cabeça das pessoas, levando a que essas pessoas criassem a ideia de frio na nossa cabeça...fez com que nós nos vestissemos...e com isso eu concordo!!

acho que não ajudei em nada...mas gostei desta interpretação e quis partilhála =P

The Clerk disse...

Dá Deus a situação conforme a experiência que adquiriste para a suportar?

Enviar um comentário