[25/01/2008] • 6 comentários

O que é deus para mim?
Cá pra mim…
o Abílio tá à espera…
de uma frase feita.
Tipo “ah e tal deus é amor”…
Ou qualquer coisa semelhante…
Mas dessa frase, diga-se sinceramente,
Que está condenada à partida
Nenhuma frase começa por “ah e tal”
E a parte do amor parece-me caluniosa.
Mas deus p’ra mim é algo assim a modos que diferente
Tem a voz do reclame dos werter’s originais
E assume várias formas
É o cão que nos mija na perna quando fazemos asneira
É quando alguém nos sorri na rua sem razão aparente
(ou isso ou a braguilha está aberta)
É quando um amigo diz…não tenhas vergonha, isso não é p’ra nós
É quando numa altura má alguém nos faz um teatro
É quando alguém nos pergunta “que se passa? Tas Xôxo…”
É quando acordamos com um sorriso
É quando alguém muda toda a sua vida para seguir um sonho
Não é abílio?
Quando alguém faz algo altruísta
Ou tem a coragem…
de ser um pouco egoísta…
não magoando
Deus p’ra mim…
não tem forma…
tem sim um sentido de humor enxertado em corno de cabra
uma malvadez imperial e uma ternura colossal…
p’ra mim…deus é um amigo…
por isso…amigos…
se um dia, eu disser “ai meu deus”…
…sim…estou a falar p’ra vocês…
(peço desculpa pela demora...mas mais vale tarde que nunca) :)

6 comentários:

alx disse...

bem vindo!!!

Andreiita disse...

genial...!
simplesmente genial...

alx disse...

alguém diz quem é esta "andreiita"???

Olá miúda
Quem és tu?

Rita (a gémea) disse...

E eu que tive o privilégio de ler este poema no jantar! Rafa, és sempre o maior! :)

Fabi disse...

Brilhante! Sou tua fã!

Andreiita disse...

visto que não faço parte do grupo de amigos do vosso jantar, sou só uma pequena intrusa! =D
beijinho *

Enviar um comentário