[04/03/2008] • 2 comentários

"A busca de um outro modo de exercer a autoridade na igreja, à luz de questionamentos deocráticos, trata-se assim de superar um estilo de afirmação doutrinal e de governo marcadamente «autoritário-directivo» por um estilo mais «integrador-motivador», em que a vontade de diálogo, o fomento da criatividade, a capacidade de perceber as objecções de consciência dos outros, o reconhecimento dos próprios limites, a criação de um clima de relações abertas,enfim uma confiança profundamente cristã na acção do Espírito em toda a vida da Igreja são decisivos. (...) A qualidade de «humanidade» que se manifesta no viver comunitário da igreja, também nos processos de participação nas decisões e de busca comum da verdade, é um aspecto de grande relevância para a sua capacidade profética no mundo de hoje."

2 comentários:

P.A. disse...

Discordo das quebras de linha desnecessárias e, já agora, da usurpação da minha identidade, que usos para aceder directamente às minhas postas ;)

alx disse...

usurpação da tua identidade? -quando é que eu fiz isso?
Deves estar enganado, ou então fi-lo sem saber.

E, já agora, estas "quebras de linha desnecessárias" acontecem porque não as consigo tirar. Melhor, quantas mais tiro, mais me aparecem.

Enviar um comentário