[07/02/2008] • 7 comentários


Esta não fui eu que tirei, mas estava lá ao lado no momento em que a tiraram. Também pode ser, não pode?

É incrível a capacidade que o desconhecido tem de nos prender. Num dia normal, esta fotografia tirada com a mesma máquina, exactamente com a mesma focagem e do mesmo ângulo não despertaria em nós tanta surpresa e admiração. Já olhámos a ponte Vasco da Gama vezes e vezes sem conta, já a atravessámos, sabemos exactamente o que está do outro lado, nem sequer perdemos tempo a pensar naquilo que vamos encontrar. Mas bastou um dia de nevoeiro para mudar tudo! É a incerteza que nos agarra, que nos leva os pensamentos para longe e nos põe a sonhar. Mas é também a incerteza que nos mete medo, que nos deixa paralisados, sem conseguir decidir o que fazer: ficar parado a contemplar, ou partir à descoberta e enfrentar?

Toda a minha vida tem sido como uma ponte num dia de nevoeiro. Sou incapaz de fazer planos para o futuro, mas sonhos...sonhos tenho sempre muitos! Nunca sei o que está para lá daquelas nuvens baixas mas, se dantes ficava com medo de lhes tocar, de sentir o frio e a humidade do desconhecido, agora a maneira como olho para a ponte mudou! Agora eu já sei que o meu caminho é em frente! Não há escapatória. Sigo a estrada que me propus caminhar e vou percorrendo o caminho sempre com os olhos muito abertos. Às vezes, na opacidade do nevoeiro está um sonho meu pendurado. Pego nele como num pedaço de nuvem: suavemente para que não escorregue por entre os meus dedos, e continuo o caminho que me há-de levar ao fim. Por entre passos e sonhos, vai nascendo o projecto da minha vida, vai ficando uma marca naquele chão. Acabou o tempo de ficar cá em baixo a tirar fotografias ao nevoeiro. O outro lado da ponte espera por cada um de nós!

7 comentários:

Carlita* disse...

Hoje devo estar mesmo num daqueles dias em que estou e me sinto mais sensível... mas depois de ler os vossos posts e ver as fotografias que escolheram deu-me um nó na garganta e um aperto no coração.. é tão bom perceber que os anos passam e cada um de nós foi sendo responsável pelo crescimento uns dos outros! É tão bom perceber que fomos crescendo e que as vidas vidas se continuam a cruzar por trás de tantos nevoeiros, dúvidas e indecisões... atravessámos pontes e fomos fazendo caminho: juntos!! Obrigada a todos e obrigada por ser aquilo que sou hoje graças a cada um de vocês! =)

Rafa disse...

Sonhar? Tu? Naaaa...
Há pessoas que sonham e a obra nasce, e ficam contentes por isso..e depois há pessoas como tu...que sonham, e a pessoa "cresce"...tal como a Carla, eu digo obrigado...porque é bom sentar e comer, uma vez mais, uns caracolecos, mas também é optimo ficar de pé, numas escadas algures no cu do mundo, e conversar, falar, partilhar, como se o tempo não tivesse passado, e tivemos estado sempre ali...Obrigado amiga...obrigado amigos!

porra carla...a lamexice pega-se...eu não vinha assim...

Fabi disse...

Lindo! A imagem é linda e depois a amiga do fotógrafo
escreve tão bem, com criatividade e com a gnerosidade daqueles que nos dão sempre o melhor de si mesmos... Impossível não ficarmos contagiados por esse teu lado tão doce de que gostamos tanto! Adoro-te muito!

alx disse...

Há uma frase atribuida a S. Francisco de Assis que diz mais ou menos isto: “ Irmãos comecemos hoje. Agora!”.

Não sei porquê, recordei-a ao ler o teu texto.

Há decisões que não podem esperar por um amanhã, porque hoje já são tarde.

Não quero acrescentar nada ao que disseste, apenas assinalar a emergência que o sonho traz à vida...

Andreiita disse...

permitem-me a ousadia de perguntar o que é afinal, para voces, o sonho ? *

Rafa disse...

No meu ponto de vista Andreia??
Algo que me faz vencer a inércia...me dá vontade de mexer com um objectivo...é normalmente através deles que estabeleço a maioria das minhas metas...

"Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer...

...que sempre que o homem sonha..
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança"

António Gedeão "Pedra filosofal"

Andreiita disse...

"como uma pedra cinzenta?" ou apenas porque "me sento e descanso"?
Nessa letra todo o sonho é definido com cada conquista do homem...
não percebo bem se faz sentido... mas gosto da ideia da "bola colorida entre as maos de uma criança"...

obrigada pelo rasgo de luz neste meu pensamento * =)

Enviar um comentário