[28/02/2008] • 6 comentários

Quando me “responsabilizei” por imaginar este espaço, concebio como um desejo nunca concretizado que esperava por alguém. (Presunção e água benta, cada um toma a que quer!)

Jovens com formação média/superior. Duvido que a maior parte não espreite a net quase todos os dias. E a julgar pelo volume de visitas deste Cenáculo, espreite este mesmo espaço! (Continua a presunção...)

Mas continua a haver dificuldade em “postar”, em “comentar” em dizer presente...

Razões.
Falta de tempo?
Falta de inspiração?
Falta de identificação?
Desafios desmotivadores?
Gestão de currículo/identidade?

Não sei. Mas suponho que seria útil a todos sabermos: os que já escrevemos, os que lemos e os que ainda estão na expectativa.

Podemos perguntar pela razão destas dúvidas serem postadas on-line?
Essencialmente porque acho que este pode e deve continuar a ser um meio onde nos descobrimos e descobrimos este meio ainda novo de comunicação como é a Internet e estas plataformas de encontro e divulgação...

Continuo convencido que todos temos muito para dar; e este mundo continua a precisar de nós!
Como Jesus dizia: os filhos deste século são mais prudentes com a sua geração do que os filhos da luz (Lc. 16, 8). Exegeses à parte, e desta vez, podíamos tentar não Lhe dar razão...
Alguém ajuda nesta reflexão?

6 comentários:

Catarina Costa, Diogo Marinho disse...

Cada geração vive mais virada para si própria, para o seu umbigo; essa prudencia não deveria ser tao egoísta na medida em que só vemos o hoje.
Deveriamos sim ter era a consciencia da repercussão de cada um dos nossos actos no mundo lá fora, abrindo horizontes ao futuro, ao invés de nos preocuparmos com as consequencias directas no nosso dia-a-dia.
A inveja, a indiferença pelo sofrimento alheio, a maldade, como todos os sentimentos maus são o que deveriamos evitar passar para a próxima geração, sabendo que cada ensinamento nosso será um acto que um dia afectará o mundo.

anacruz disse...

E pronto, confesso que é sobretudo a falta de tempo que me impede de participar no crescimento deste espaço mas também acredito que muitos outros possam não "vibrar" tanto assim com essa possibilidade e daí não darem o "ar de sua graça". E depois, isto pode ser também apenas uma fase de alguma calmia e mais dia menos dia, surge um boom de visitas e curiosas participações...
Vou-me mantendo por aí, atenta também!

Laura Marques disse...

Penso que os desafios ate agora tem sido bastante pessoais e exigem uma maior reflexao, para alem do impulso incial de dar uma resposta mais ou menos satisfatoria. Penso que as visitas vao sendo muitas pois gostamos de ir sabendo do que aqui se vai fazendo. Mas penso que ha esta tendencia de deixar as coisas para o fim, talvez para poderem ganhar maior consistencia nas nossas cabecas e podermos entao sentirmo-nos satisfeitos com o que efectivamente escrevemos/partilhamos.

Mas quando deixamos passar muito tempo, a oportunidade ja passou, por isso temos que encontrar o equilibrio.

Elsa* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elsa* disse...

é dificil esta reflexão!

o tempo não é muito mas é verdade que visito o espaço sempre que venho à net (quase todos os dias).

Com as razões que a Laura aponta, concordo plenamente.

das perguntas que fazes, assumo a última "Gestão de identidade" como aquela com a qual me justifico.
em todo o caso, também vou estando atenta (tentando buscar as forças o passado).

Rafa disse...

As forças do passado estão onde sempre estiveram...no sitio onde só se vão buscar em ultimo caso...o problema, a meu ver será esse mesmo...o deixar passar, para amadurecer a ideia até ao final, e como já foi dito, o tempo acaba por passar, e a oportunidade perde-se...mas isso pode ser compensado...eu vou fazer um esforço nesse sentido...vou aproveitar para responder ao desafio da Rita...sei que já passou, mas a semana passada foi impossivel (outros dos motivos..a falta de tempo)...e eu gostava de responder...

Enviar um comentário