[05/04/2008] • 3 comentários

Houve um sonho que me deu pano pra mangas...e ainda dá...
Acontece-me por vezes, muito raramente, andar à chapada com uma entidade que nada me agrada, e que segundo os maus interpretes do livro mais vendido do mundo, vive nas profundesas da terra, confinado para todo o sempre...
mas houve um sonho desses, que me deixou especialmente indignado...já não chegava as várias formas que ele assumiu...um cão, uma mulher...uma criança...um velho...um homem...(joguei à porrada com eles todos...como, mais tarde, eu o estava a ver do alto de um prédio em Itália, à minha procura...após vários rouds de pancadaria em vários sitios, lá nos encontramos num corredor cheio de grades, parecia uma daquelas prisões dos fortes, com portas pesadas de aço e por ai fora...acontece que eu sabia, não sei como, que quem não tivesse desejos maléficos podia passar através da porta, qual fantasma...e ele não conseguia chegar a mim, apesar de os seus braços me tentarem agarrar através das grades...eu estava protegido...até que eu me passei...atravessei a porta (porque os meus pensamentos eram bons), apereci do outro lado já com o corpo "sólido", pensei em coisas más, e dei-lhe uma valente tareia, daquelas de caixão à cova...e depois..pensei puro outravez, e regressei ao lado da grade que me interessava...e cheguei a uma conclusão no final, enquanto sonhava...naquele sonho...eu era deus...teoricamente deveria ter acordado bem disposto...acordei cansado...rigido...suado...
...foi traumático...

3 comentários:

Alx disse...

até a sonhar és complicado!!!
parece uma aula de ginástica: inspira, expira; pensamento bom, pensamento mau...
-não admira que tenhas acordado cansado!
Ufa

Rafa disse...

não gosto nadinha de andar à bofatada com ele...mas respirar parece-me um bom conselho..

Fabi disse...

Qual alegoria da caverna??? Tu és um filósofo homem!

Enviar um comentário